Frenzy, o penúltimo filme realizado por Alfred Hitchcock já em 1972 é um ponto interessante na filmografia do Britânico. Voltando às suas raízes, é passado na Inglaterra moderna. Depois de Richard Blaney ser injustamente despedido, a sua maré de azar continua quando o amigo Rusk lhe dá uma dica para apostar nos cavalos, mas ele não põe a aposta. Um homem anda a assassinar mulheres por estrangulamento com gravatas pela cidade, e Blaney vê-se acusado, pois todas as provas apontam para ele, que até tinha sido visto a sair do local do crime. O verdadeiro autor do crime, Rusk, foge, incriminando o amigo inocente que desconhece quem faria tal coisa. Os últimos minutos desentorpecem a trama.

Comments (2)

On 13 de janeiro de 2010 às 17:12 , vanessa disse...

o alfred é o rei =)

 
On 13 de janeiro de 2010 às 19:09 , Mamute disse...

malandro, andas a vê-los todos sem mim.