Eu sei que não tenho sido propriamente gentil com os filmes do Martin Scorsese, e isso prende-se em parte ao facto de ser um realizador que admiro, e por isso esperar o melhor dele. Raging Bull, provavelmente o papel pelo qual Robert De Niro irá ser recordado nos obituários, é a carreira de Jake La Motta, um boxeur, estendendo-se à vida pessoal e depois à reforma. Gravado em 1980 e passado em 1964, e por isso a preto e branco, acho que o principal contra desta história é mesmo esse. Se o filme, pela maneira como está filmado, conceptualizado e todos os outros atractivos do filme, tivesse sido feito 30 anos antes, eu julgava-o de outro modo, mas assim, não corresponde à expectativa. Mas não deixa de ser muito bom, principalmente a maneira de filmar os combates.

Comments (3)

On 20 de novembro de 2009 às 17:56 , aconstantrefrain disse...

eu gosei do filme mas nao acho que seja O papel pelo qual o rober de niro vá ser lembrado, pelo menos nao só por este.
do filme axo que ser a preto e branco até é um ponto a favor para o tipo de filme. Apesar de perceber o que disseste.
*

 
On 20 de novembro de 2009 às 20:39 , Anagrama Orgânico disse...

Então, é pelo Meet The Fockers? ;]
Eu gosto do facto de o filme ser a preto e branco e faz sentido esteticamente e por principio, dado ser a cobertura televisiva de uma altura em que não havia cor na televisão.
*

 
On 21 de novembro de 2009 às 16:01 , aconstantrefrain disse...

pelo Meet The Fockers só se for lembrado pelo piorzinho que conseguiu fazer. ja vi lol.

e eu disse "não só por este... acho que não é "O" papel."
nomeadamente vai ser lembrado por coisas como Jackie Brown , Taxi driver, Once Upon a Time in America, The Deer Hunter ...para mim.