Forrest Gump definiu uma geração alienada, que cresceu obcecada pela cultura pop e os movimentos reaccionários a isso, na América redneck. O que fascina é a polaridade do filme, a facilidade com que muda de um filme acerca da vida pacata numa cidade Americana, para uma história de amor, para a guerra do Vietname. No fundo é a história de um homem (Tom Hanks) de bom coração que perdeu tudo mas era feliz na sua inocência.

Comments (1)

On 20 de janeiro de 2009 às 13:04 , walkthiswalk disse...

um dos filmes no meu top 5 sem dúvida.