De Jack Arnold, em 1955, entre os clássicos do fantástico O Monstro da Lagoa Negra e o O Incrível Homem que Encolheu, há a pérola de ficção científica chamada Tarantula. O filme parece e é feito com poucos meios, compensado pelo talento artístico de bons actores, bem como uma aranha gigante bastante realista (entenda-se...). A história é previsível, de um acidente de laboratório passa-se para uma situação em que um aracnídeo gigante ameaça deixar uma zona desolada e põe zonas habitadas sob ameaça, no entanto é bastante recomendável a fans de ficção científica ou filmes dos anos 50.

Comments (3)

On 5 de dezembro de 2009 às 11:02 , aconstantrefrain disse...

aranhas gigantes? Nunca consegui ter paciência/interesse por este tipo de filmes. Não dá para mim mesmo, mas entendo que possa ter qualidade claro.

 
On 6 de dezembro de 2009 às 00:25 , Anagrama Orgânico disse...

Depende da forma como encaras o filme. Se for para sair de casa, ir ao cinema e esperar ser entretido, não é nada de mais, mas para cinéfilos é bastante interessante. :)*

 
On 6 de dezembro de 2009 às 13:13 , Mamute disse...

oh, quero ver. aranhas peludas.