Provavelmente o único documentário que mudou a minha vida, Scratch foi lançado em 2001. Eu era tão obcecado com o que o Dj Premier, QBert, Shadow, e outros diziam, que ainda hoje me lembro de quase tudo o que é dito. A mim, deu-me um propósito, de me concentrar em algo e evoluir sozinho no meu sotão e fez-me gastar todas as minhas mesadas em vinyl. A minha capacidade de concentração vem muito daqui, do ser capaz de sentar num sítio e ficar horas a trabalhar na mesma coisa, e a busca por novas sonoridades também.
Quase tudo o que é mostrado em Scratch adquiriu o estatuto de lendário na comunidade, desde os Invisble Skratch Piklz, até ao digging do Dj Shadow, os X-Ecutioners a ensaiarem, ou o Mixmaster Mike a explicar o funcionamento de um prato.
Para quem se interessa por hip hop old school é também uma grande peça. Hoje, tal como há quase dez anos, Scratch é um ícone documental de uma arte que continua a viver.

Comments (1)

On 28 de outubro de 2009 às 20:42 , WALKtheWALK disse...

é provavelmente o melhor documentário sobre DJing que já vi, sem sombra de dúvida.